quarta-feira, 12 de julho de 2017

quota mensal de lágrimas despachada

Weeping willow with your tears running down,
why do you always weep and frown?
is it because he left you one day?
is it because he couldnt not stay?
on your branches he would swing,
do you love the happiness that he would bring?
he found shelter in your shade,
we thought his laughter would never fade!
Weeping willow stop your tears,
there is something to calm your fears,
you think death as you do forever part,
i know he will always be in your heart! 

quarta-feira, 29 de março de 2017

Na tristeza e na alegria, na saúde e na doença

Vou dizer asneiras. Se não querem ler, é parar agora. 


Grandessíssima-filha-de-uma-grande-puta-da-pedra-do-rim-que-pode-ir-para-a-puta-que-a-fez-mais-as-putas -das-agulhas-e-dos-cateteres-e-das-putas-da-salas-de-espera-mais-o-caralhinho-para-esta-merda-toda. 

terça-feira, 14 de março de 2017

Não tenho a certeza se isto é sobre desporto

Soube hoje que em 1985, era eu já gente e bem fofinha até, aconteceu que 39 pessoas morreram num estádio de futebol. Alguém, sem coração nem cabeça ( nem vergonha na cara ) achou que havia decência na decisão de manter o jogo. O jogo realizou-se e o único jogador que marcou um golo, Platini, ainda o conseguiu festejar. Acho que gosto um bocadinho menos de futebol. E de pessoas. 

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017